Louis Dreyfus Company registra lucro líquido de US$ 317 milhões em 2017 (+3,93%)

O mercado asiático apresentou a maior parcela de faturamento de vendas

Edição do dia 23 de Março de 2018

Segundo a empresa, o crescimento nas vendas foi impulsionado pelo aumento nos volumes de oleaginosas e bons níveis de atividade nas plataformas de grãos, fretes e arroz.

Foto: Divulgação

Fonte: Estadão

23.03.18 11:32

São Paulo – A Louis Dreyfus Company (LDC), uma das maiores tradings de commodities no mundo, reportou nesta semana lucro líquido de US$ 317 milhões no acumulado de 2017, alta de 3,93% em relação ao desempenho do ano anterior. A receita totalizou US$ 43 bilhões, avanço de 5,8% na variação anual. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) subiu 12,3% em igual comparação, para US$ 932 milhões.

De acordo com a companhia, o crescimento nas vendas líquidas foi impulsionado pelo aumento significativo nos volumes de oleaginosas e bons níveis de atividade nas plataformas de grãos, fretes e arroz. “Em um contexto de aumento de preços para as plataformas de algodão e café, ambos comercializaram volumes adicionais, resultando em uma forte contribuição para as vendas”, acrescenta a LDC, em comunicado.

A maior parcela do faturamento de vendas veio da Ásia, cuja receita foi de US$ 17,932 bilhões, aumento de 23,26%, seguido pelo complexo composto por Europa, Meio Leste e África, com US$ 13,729 bilhões, montante 8,36% menor que o obtido em 2016.

A América do Norte teve comercialização de US$ 5,434 bilhões, redução de 7,96%. O Norte da América Latina, ficou com US$ 3,229 bilhões, ganho de 1,31%, e no Sul e Oeste da América Latina marcou US$ 2,681 bilhões, incremento de 32,4%.

VEJA TAMBÉM